404,您请求的文件不存在!

404

404,您请求的文件不存在!

404

404,您请求的文件不存在!

Campeonato Gaúcho: perdeu a graça – À Sombra dos Eucaliptos

Campeonato Gaúcho: perdeu a graça

Sempre fui dos que relutaram quando se falava em fim dos estaduais. Como santamariense, não conseguia deixar de pensar na necessidade desse campeonato para as equipes do interior, e sobretudo, na possibilidade de que cidades recebessem jogos do Inter.

Mas como o dito reproduz “só o mais tolo e o mais sábio não mudam de opinião”, e eu não sou nenhum dos dois, acho que já cabe uma reavaliação. Não sei exatamente qual a dimensão de sustentabilidade econômica proporcionada pelo Gauchão para Santa Cruz, São Luiz e afins. Sei que a premiação é relativamente expressiva para o vencedor, mas, em tempos onde a obsessão máxima é a eficiência, o conceito de matchday (que aliás, conta um espaço relevante aqui no Final) e o incremento de recursos através do marketing esportivo, me parece remar contra a maré manter um campeonato com média de público inferior a 3 mil pagantes e quase nenhum apelo de consumo.

É notória a diminuição do interesse do público na competição. Nesse domingo saí às ruas, e tinha feito o mesmo em um domingo recente com partida do Grêmio. Vitórias, ok. Mas exceto pelos greNAIS, as manifestações, comemorações, atenção dispensada, vibração é mínima, quase irrisória. O torcedor definitivamente não está empolgado com o Campeonato Gaúcho.

Embora a máxima de que só uma coisa é pior do que ganhar o Campeonato Gaúcho (não ganhar), ainda seja válida, cabe uma reavaliação. E não falo de forma vaga, como aqueles discursos repetidos do “a federação X, os dirigentes Y devem resolver isso”. Cabe uma mobilização dos torcedores.

A crescente relevância das redes sociais provou que mobilizações (úteis!) podem reverter em algo, ou pelo menos na provocação de um debate. Talvez seja hora de transformar a apatia em mobilização. Recentemente, li sobre uma proposta da Pluri consultoria que transformaria os estaduais em classificatórios para regionais. Pode ser uma boa ideia. E outras podem ser melhores ou mais palpáveis, ainda, mas precisam vir a público.

Só não é possível, aceitável, razoável que vejamos com naturalidade o crescente desinteresse em um campeonato, onde a estrutura econômica dos maiores clubes destoa cada vez mais da realidade dos demais. Onde clubes com estrutura e gestão deficientes (sim, eu sei que tem um fator histórico, midiático e educacional envolvido) anseiam por partidas com a dupla greNAL para ver seus estádios cheios uma vez no semestre (há exceções, claro, como a dupla CAJU e BRAPEL). Reinventar é preciso.

Perdeu a graça, como diz o outro.

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *