O Grêmio é o favoritaço do Gre-Nal

Tenho acompanhado atentamente a cobertura midiática sobre a dupla Gre-Nal e, baseado nisso, não tenho a mínima dúvida: o Grêmio é candidato a esmerilhar no clássico do domingo.

Os relatos dão conta de que a equipe de Roger Machado é uma máquina de triturar adversários. Tem Luanel Messi em seu ataque. Tem agora Miller Bolaños, craque de primeiríssima grandeza para abrilhantar ainda mais a máquina tricolor. Na defesa, ainda tem Geromito, talvez o melhor zagueiro de todos os tempos no futebol gaúcho, brasileiro e quiçá mundial. Mesmo que jogue desfalcado, é muito, muito superior, e seu técnico é muito, muito inovador, inteligente, moderno e preparado, certamente encontrará as soluções para manter a rotação e o futebol extraordinário de seu time.

Já o Inter é um pobre time perdido e treinado por um técnico desacreditado. Há, na imprensa, quem jocosamente chame Argel de “técnico churrasqueiro”. Esse Inter levou um chapéu imperdoável para o rival, perdendo Henrique Almeida, o fabuloso centroavante que hoje brilha intensamente no time da Arena. É um Inter instável, sem referências, sem presente, sem futuro, condenado a ser coadjuvante em qualquer disputa.

A obrigação e o favoritismo estão inteiramente do outro lado. Num confronto de uma máquina de jogar futebol, orientada por um gênio que faz alguns jornalistas melarem as cuecas a cada coletiva, contra uma limitada equipe treinada por um limitado técnico que só entende de colocar a costela no espeto e não consegue nem acertar concordâncias, não resta esperança para nós, colorados.

O Grêmio é o favoritaço do Gre-Nal.

5 Comentários

  1. Avatar Rafael 3 de março de 2016 Reply
  2. Avatar maira 3 de março de 2016 Reply
  3. Avatar Marcelo Leal 3 de março de 2016 Reply
  4. Avatar michel 4 de março de 2016 Reply
  5. Avatar Caduco 4 de março de 2016 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *