Ou Zago cai, ou o Inter não sobe

Não há qualquer hipótese para um futuro minimamente auspicioso do Inter que não passe pela demissão de Antônio Carlos Zago.

A saída do treinador é urgente, e até tardia.

Ele passou o Gauchão inteiro claudicando, sofrendo contra risíveis times do interior, sempre usando a desculpa de que “o foco era a Série B”.

Perdeu o título para o Novo Hamburgo, e a desculpa continuou sendo que “o foco era a Série B”.

Pois bem, estamos na terceira rodada da Série B, terminando o quinto mês do ano, e o Inter está em nono. Nono! Com quatro pontos em nove! Uma vergonha. E pior, sem nenhum indício de evolução do trabalho.

O rendimento da equipe é pífio.

Um alienígena que surgisse para ver descontextualizadamente uma partida como a de hoje diria que o Inter é mais um assíduo frequentador medíocre da segunda divisão.

E não é. Tem muito mais dinheiro, muito mais estrutura, e jogadores na média muito melhores do que os dos seus adversários.

Não há, nesse momento, nada que salve minimamente o trabalho de Antônio Carlos.

Os resultados são ruins, o rendimento é inqualificável, as escolhas técnicas são infantis, simplistas e equivocadas.

Hoje, Zago imaginou que socar atacantes faria o time mais ofensivo. Em outros momentos, imaginou que entulhar volantes traria mais segurança defensiva. As opções táticas do Elifoot são mais variadas do que esse tipo de raciocínio.

Na Série B, não basta ficar entre os dezesseis. É obrigatório ficar entre os quatro.

Não há, portanto, tempo a perder com um trabalho que não anda.

Se cair foi o maior vexame da história do clube, ficar na segunda divisão seria dez vezes pior. E com consequências absolutamente nefastas para o andamento do clube nos próximos anos, técnica, anímica e financeiramente.

Repito: a demissão de Antônio Carlos é urgente.

Mantê-lo no cargo é brincar de roleta russa com a história do Inter.

2 Comentários

  1. André 27 de maio de 2017 Reply
  2. Carlos-Cxs 1 de junho de 2017 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *