O Inter não cansa de envergonhar sua torcida

O Inter é uma fonte inesgotável de decepções e desgostos. Mais uma vez, o time foi um imenso amontoado de nada.

A derrota para o Vila Nova foi constrangedora. Constrangedor o Inter vem sendo ao longo de toda essa Série B. Constrangedor será, com todo o investimento, não subir para a primeira divisão.

A campanha colorada é uma vergonha. Vergonha. Ridícula. Injustificável e indefensável. Qualquer adversário, do Luverdense ao Boa Esporte, do CRB ao ABC, vira Barcelona para este Inter. Não há como aceitar isso.

Os jogos passam, o tempo passa, e a única coisa que o Inter tem feito com competência é envergonhar sua torcida. Se houvesse um campeonato de quem envergonha mais a sua torcida, ah, nesse o Colorado seria campeão com uma dezena de rodadas de antecedência.

E sabe o que é pior?

A clara impressão que o time me passa é que nada vai mudar.

Se não mudar de treinador, nada vai mudar. Se mudar treinador, nada vai mudar. Se contratar Messi ou Cristiano Ronaldo, nada vai mudar. O Internacional é um clube doente. E não é doença simples.

É estrutural.

O que vemos hoje é o estouro de um acúmulo de incompetências, de “soluções” mágicas e antiquadas, de fórmulas ultrapassadas, de falta de planejamento e de ideia de futebol.

O clube é refém das armadilhas que criou para si mesmo ao longo dos últimos anos.

Terá de se reinventar do porteiro ao centroavante.

E será doloroso. Mais ainda do que já tem sido. Mas necessário.

Não vejo soluções a curto prazo…

2 Comentários

  1. Charles 22 de julho de 2017 Reply
    • Bruno Mello Souza 22 de julho de 2017 Reply

Adicionar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *